GESTÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Ana Clara de Freitas Dias Costa Martins, Joelma Carneiro Barbosa, Máximo Henri Pottier Monteiro

Resumo


Este trabalho analisa a gestão do ensino a distância no contexto atual, seus desafios e perspectivas, identifica as funções do gestor, caracteriza os principais modelos de gestão historicamente adotados na educação a distância e expõe os fatores críticos para o sucesso dos modelos vigentes. Adotou-se como procedimentos metodológicos a revisão bibliográfica através da base de dados da CAPES. Foram selecionados 16 artigos entre os 120 documentos encontrados por conterem no título as palavras “gestão” e “EAD”. A pesquisa revelou a complexidade da gestão da EAD evidenciada pelas funções de planejar, organizar, dirigir e controlar atribuídas ao gestor. Os modelos historicamente adotados foram regidos pelas tecnologias disponíveis e compuseram três gerações: dos cursos por correspondências, daqueles realizados através das mídias como o rádio e a televisão e, por fim, a geração vigente que utiliza o computador. São apontados como fatores críticos do sucesso na gestão da EAD dez dimensões, a saber: teoria do aprendizado, orientação dos objetivos, orientação das tarefas, fonte de motivação, papel do professor, suporte metacognitivo, aprendizado colaborativo, sensibilidade cultural e flexibilidade estrutural. Verificou-se neste estudo a importância do trabalho realizado pelo gestor, demonstrada pela sua responsabilidade de planejamento, direção e controle dos fatores críticos de sucesso na educação a distância.

Texto completo:

PDF

Referências


BÚRIGO, C. C. D., CERNY, R. Z., TEIXEIRA, G. G. S., MARCELINO, L. V. de et al. A gestão colaborativa no processo formativo da EAD. Revista GUAL. Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 165-176, 2016. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

FERREIRA J. A. G. Educação a distância: estudo da mudança organizacional no processo de implantação da modalidade ead em uma instituição de ensino superior. 2015. 125 f. Dissertação (mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2015.

LIMA, M. V. A., SOARES, T. C., DELBEI, L. H. H., BACKER, C. C., Fatores críticos de sucesso na educação superior brasileira. Revista GUAL, Florianópolis. v. 5, n. 3, p. 245-263, 2012. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

MAIA, C. MATTAR, J. ABC da EaD: a educação a distância de hoje. São Paulo: Pearson, 2007.

NASS, D. P. Tensões entre esferas de governo na educação a distância: a legislação federal e a gestão da Unitins. Regae, Santa Maria, v. 2, n. 4, p. 73-91, 2013. Disponível em: < https://periodicos.ufsm.br/regae/article/view/10572>. Acesso em: 02 jul. 2017.

NUNES, C. S.; NAKAYAMA, M. K. Gestão da Educação a Distância: Uma Revisão Teórica. EaD em Foco. Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, p. 30-44, 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

OLIVEIRA, P. C., CUNHA, C. J. C. A., NAKAYAMA, M. K. Ambientes virtuais de aprendizagem e gestão daeducação a distância: uma revisão integrativa e agendade pesquisa. JISTEM - Journal of Information Systems and Technology Management - Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação. Vol. 13, No. 2, 2016 p. 157-180 Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

PORTO J. B., OLIVEIRA, M., OLIVEIRA, L. R. Coordenação de processos de conhecimento na educação a distância via web. REGE , São Paulo, v. 22, n. 2, p. 275-291, 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

RUMBLE, G. A gestão dos sistemas de ensino a distância. Brasília: Editora Universidade de Brasília:UNESCO, 2003.

SELEME, R., PAULA, A., HAIDUKE I. F. Fatores críticos de sucesso hierarquizados para cursos superiores na modalidade de educação a distância. Curitiba, p. 1-10, 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.

VIEIRA, V. S. Desafios e dificuldades da gestão em educação a distância. Revista Multitexto. Montes Claros, v. 2, n. 01, p. 15-22, 2013. Disponível em: . Acesso em: 02 jul. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.